jump to navigation

Esclerose Múltipla Grave, Neuromielite Óptica e Mielite Transversa 15/06/2012

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

Pacientes que se apresentam com sinais medulares mais graves e um diagnóstico possível de esclerose múltipla podem ter variantes das doenças conhecidas classicamente como neuromielite óptica e mielite transversa idiopática. Esta última é uma doença monofásica com um foco único de inflamação na medula, e a maioria dos pacientes não tem recidivas nem sinais de inflamação multisistêmica.

Lesões multifocais na medula e encéfalo, bandas oligoclonais, uma doença reumatológica co-existente, aumentam o risco de doença recorrente.

Neuromielite óptica é uma doença usualmente recorrente caracterizada por mielite transversa extensa e neurite óptica, associada com um anticorpo altamente específico, NMO-IgG, anti-aquaporina, com uma sensibilidade de 58% e especificidade de 99%.

Resumo escrito por Dr Paulo Rogério Mudrovitsch de Bittencourt, http://www.dimpna.com

Referência:

Maureen A. Mealy; Scott Newsome; Benjamin M. Greenberg; Dean Wingerchuk; Peter Calabresi; Michael Levy Arch Neurol. 2012; 69(3): 352-356.

Fonte: DIMPNA, Diagnóstico e Investigação, Medicina e Pesquisa, Neurologia Avançada

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: