jump to navigation

Overdose de calorias 23/11/2008

Posted by Esclerose Múltipla in Qualidade de vida.
trackback

“Comer demais afeta padrões cerebrais do hipotálamo, região que, entre outras funções, controla o equilíbrio de energia no organismo”,

avisa o pesquisador Dongsheng Cai, que acaba de publicar um estudo no periódico científico americano Journal Cell. Ele e sua equipe observaram a alteração na massa cinzenta de ratos que foram alimentados além da conta. Uma das hipóteses dos cientistas é que essa pane provoca uma resistência à leptina, um hormônio importante no controle do apetite. Daí o ganho de peso. “Esperamos que a descoberta leve a novos medicamentos para corrigir esse mecanismo”, afirma Cai.

Alfredo Halpern
O risco da osteoporose

Vive-se mais hoje em dia. Que bom! Por isso mesmo, alguns males associados ao envelhecimento tornam-se importantes. Um deles é a osteoporose, que fragiliza os ossos. As fraturas, principalmente as do colo do fêmur, associadas à doença, levam à imobilidade e, nos casos graves, à morte. Por volta dos 30 anos, nosso esqueleto começa a ficar menos denso. Isso pode ser mais acentuado em pessoas magras (enfim, uma das poucas vantagens do excesso de peso), claras, que se expõem menos ao sol (forma-se menos vitamina D, essencial aos ossos), sedentárias, fumantes etc. Além disso, há tendência familiar para a osteoporose. O que fazer para prevenir ou combater o problema? Basicamente, ingerir cálcio, sobretudo sob a forma de leite ou derivados, tomar sol de 20 a 30 minutos por dia e, finalmente, procurar um médico para avaliar a saúde do esqueleto. Um último lembrete: a osteoporose é mais comum em mulheres, especialmente a partir do climatério, mas pode também ocorrer em homens.

Fonte: Revista Saúde! é vital – novembro de 2008

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: