jump to navigation

Baixo nível de vitamina D 15/10/2008

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico, Utilidade pública.
trackback

Baixo nível de vitamina D pode ser causa ou efeito do mal de Parkinson

Um estudo conduzido por pesquisadores americanos da Universidade de Emory sugere ligação entre o mal de Parkinson e a deficiência de vitamina D.

Do total de pacientes examinados – 100 com Parkinson, 100 com Alzheimer e 100 idosos saudáveis – 55% apresentaram níveis insuficientes da vitamina. A carência, no entanto, ainda não está claramente relacionada, para os médicos. Os pesquisadores desconhecem se a deficiência é causa da doença ou conseqüência trazida pela doença.

– Descobrimos que vitamina D insuficiente tem associação única com o Parkinson, o que nos intriga ainda mais e requer investigação avançada – confirmou Marian Evatt, coordenadora do estudo publicado na revista especializada Archives of Neurology.

As buscas mais detalhadas serão fundamentais para determinar qual estágio dos níveis de deficiência da vitamina ocorre no cérebro das pessoas com Parkinson, e se suplementos alimentares ou maior exposição à luz do sol ajudariam a aliviar os sintomas da doença.

– Isto auxiliaria a descobrir se a falta da vitamina D é causa ou efeito – explica Kieran Breen, diretor de pesquisa da Sociedade do mal de Parkinson.

Sintomas

O mal de Parkinson afeta as células nervosas em diversas partes do cérebro, particularmente aquelas que usam a dopamina para a transmissão de impulsos nervosos. Dentre os sintomas mais comuns estão tremor constante, inflexibilidade e lentidão dos movimentos, que podem ser tratados com a reposição de dopamina.

Segundo estudos anteriores, a maior parte do cérebro afetada pelo Parkinson tem alto nível de receptores de vitamina D, o que sugere sua importância para o funcionamento destas células.

Encontrada em alimentos como salmão e atum, a vitamina D é obtida, principalmente, através da exposição da pele à luz do sol. Além de desempenhar papel essencial na formação óssea, é importante para produção de peptídeos que combatem micróbios na pele, regulação da pressão sangüínea e dos níveis de insulina, e manutenção do sistema nervoso.

O baixo nível de vitamina D no organismo aumenta o risco de doenças cancerosas, assim como esclerose múltipla e diabetes.

Fonte: JB Online

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: