jump to navigation

Deprimido, com dor e perdido 23/09/2008

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico, Qualidade de vida.
trackback

Deprimido, com dor e perdido
Quem tem depressão e sintomas físicos demora aproximadamente um ano até procurar um profissional de saúde. Vai levando como pode suas dores – as do corpo e a da alma -, até não suportar mais. E, quando finalmente vai ao médico, passa por cinco consultórios, em média, até receber o diagnóstico certo. Além de o sofrimento físico desviar o olhar clínico da química na massa cinzenta, onde se finca a raiz do problema, o próprio paciente dificulta as coisas ao evitar comentar ou até mesmo negar toda a sua angústia. Aceitar ser portador de um problema psíquico não é mesmo fácil. Quando não consegue mais segurar a barra sozinho, em geral a depressão está avançada. E – lamentável – só aí é que o tratamento se inicia.

Mulheres sofrem em dobro
Há 121 milhões de vítimas da depressão em todo o planeta. E, curioso, apesar de este ser supostamente o país da alegria e do Carnaval, há cerca de 17 milhões de deprimidos por aqui, ou seja, 14% dos pacientes do mundo vivem no Brasil, sendo que para cada homem portador do distúrbio existem duas mulheres. É o sobe-desce típico do ciclo hormonal delas que provoca a predisposição. “Os hormônios femininos são necessários em certas áreas do cérebro e, quando faltam, as transmissões nervosas também acabam afetadas”, explica Telma de Andrade, psicofisiologista da Unesp.

E a saúde do Brasil?
O Sistema Único de Saúde (SUS) prevê tratamento para os pacientes de depressão – seja ele medicamentoso, clínico ou com ambos os recursos. “Mas, infelizmente, às vezes faltam remédios, sem contar que os mais modernos são caros”, lamenta Helena Maria Calil, da Unifesp e da Abrata. “Em muitos casos, nós médicos temos de refletir sobre a condição social do paciente e prescrever um medicamento mais antigo, porém eficiente, para que ele siga em frente e não desista de tomá-lo.”

Fonte: Revista Saúde! é vital – outubro de 2008

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: