jump to navigation

Temporão se diz favorável a estudos com células-tronco 01/03/2008

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse ser completamente favorável às pesquisas com células-tronco. Para ele, a proibição desses estudos irá levar o País para uma era de “obscurantismo e atraso”. Na quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) julga a ação movida pela Procuradoria-Geral da República que discute se é Constitucional ou não o artigo da lei de Biossegurança que permite as pesquisas com células-tronco no Brasil. “Estamos apreensivos com o julgamento no dia 5. Somos completamente favoráveis às pesquisas com células-tronco, principalmente porque é um assunto científico em que o Brasil está em pé de igualdade com os países desenvolvidos”, disse Temporão, após visitar o Hospital da Lagoa, na zona sul do Rio.

Segundo ele, “a decisão do STF dirá se o País quer continuar numa era de “obscurantismo e atraso ou seguir no fortalecimento da capacidade científica brasileira”. Temporão disse não temer entrar em conflito mais uma vez com a Igreja Católica, que vem fazendo lobby junto aos ministros do STF a favor da proibição. “Essa não é uma questão religiosa. Tem a ver com conhecimento, ciência e o desenvolvimento do Brasil nesse ponto”, afirmou o ministro.

Segundo Temporão, o Ministério da Saúde investiu recentemente R$ 15 milhões em terapia com células-tronco adultas para o tratamento de doenças cardiovasculares. O estudo, que vem sendo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de São Paulo, do Instituto Nacional de Cardiologia e da Universidade Federal do Rio de Janeiro, está em estágio intermediário e deve apresentar os primeiros resultados em um ou dois anos. Se eles forem promissores, pode-se dar início a um caminho promissor para a descoberta de novos tratamentos para doenças como o Mal de Alzheimer, Parkinson, diabetes e esclerose múltipla.

Fonte: Jornal A Tarde Online

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: