jump to navigation

Biogen Idec Anuncia Apresentações Para Franquias e Linhas de Produção Relacionadas à Esclerose Múltipla no Comitê Europeu Para Tratamento e Pesquisa de Esclerose Múltipla 12/10/2007

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

PRAGA, República Tcheca–(BUSINESS WIRE)–A Biogen Idec (NASDAQ:BIIB) anunciou que cerca de 25 posters e simpósios patrocinados pela companhia serão apresentados no 23o. Congresso do Comitê Europeu Para Tratamento e Pesquisa de Esclerose Múltipla (ECTRIMS) em Praga, República Tcheca. Essas apresentações e simpósio abrangerão cinco agentes que são comercializados ou estão atualmente em desenvolvimento pela Biogen Idec e seus parceiros para o tratamento de esclerose múltipla (MS). As duas terapias aprovadas para MS são o TYSABRI(R) (natalizumab) e o AVONEX(R) (Interferon beta-1a); e os agentes em desenvolvimento são o BG-12 (dimethyl fumarate), daclizumag e RITUXAN(R) (rituximab).

“O número de apresentações e simpósios da Biogen Idec no ECRIMS é uma evidência de nossa dedicação e liderança na descoberta e desenvolvimento de tratamentos para pacientes com esclerose múltipla”, disse Alfred Sandrock, MD, PhD, vice-presidente sênior de Pesquisa e Desenvolvimento de Neurologia da Biogen Idec. “A Biogen Idec trabalha para oferecer um atendimento contínuo a todos os pacientes de MS em todos os estágios de sua doença. A partir da base que estabelecemos com o TYSABRI e AVONEX, nossa extensa linha de produção clínica está voltada para o futuro. Além disso, nossos compostos em estágios iniciais de desenvolvimento visam necessidades médicas não atendidas como neurodegeneração e remielinização, com a meta de reverter os danos impostos pela MS.”

A seguir estão os destaques das apresentações no ECTRIMS:

TYSABRI

— Uso do natalizumab em pacientes com esclerose múltipla reincidente: atualização sobre os resultados de segurança de TOUCH(TM) e TYGRIS (Poster #565 – sábado, 13 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

— O natalizumab aumenta a proporção de pacientes com esclerose múltipla que ficam livres da doença (Poster #567 – sábado, 13 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

— O efeito de alteração de plasma na aceleração da liberação do natalizumab em pacientes com esclerose múltipla: resultados do estudo PLEX (Poster #576 – sábado, 13 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

AVONEX

— Progressão de incapacidade em dois anos prevê incapacidade em oito anos: análise do teste clínico de Fase III do Interferon beta-1a intramuscular (Poster #195 – sexta-feira, 12 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

— Resultados finais do estudo global QUASIMS: um estudo mundial comparativo da eficácia e tolerância de produtos interferon-beta para o tratamento de esclerose múltipla reincidente (Poster #197 – sexta-feira, 12 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

BG-12

— Dois estudos de Fase III para determinar a eficácia e a segurança do BG-12, um novo derivativo ácido fumárico oral, em pacientes com esclerose múltipla reincidente (Poster #579 – sábado, 13 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

— A ativação do Nrf2 e modulação da progressão da doença em modelos EAE de BG-12 (dimethyl fumarate) sugerem um novo mecanismo de ação combinando modalidades antiinflamatórias e neuroprotetoras (Poster #503 – sexta-feira, 12 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

“Estamos entusiasmados com o novo mecanismo dual de ação do BG-12”, continuou o Dr. Sandrock. “Com a aprovação para a execução dos estudos de Fase III em 17 países, estamos satisfeitos por ter um programa global que oferece propriedades antiinflamatórias e neuroprotetoras para os pacientes que necessitam.”

Daclizumab

O Daclizumab é um anticorpo monoclonal humanizado para o receptor IL-2 de células T que está em desenvolvimento de Fase II para MS.

— A ESCOLHA preliminar resulta em: um estudo de múltiplos centros de Fase II randômico, double-blind (avaliação sigilosa por pares) e controlado por placebo de daclizumab subcutâneo em pacientes com formas ativas e reincidentes de esclerose múltipla em interferon beta (Apresentação de Plataforma #50 – sexta-feira, 12 de outubro de 2007, às 14:50, CET)

RITUXAN

O RITUXAN é uma terapia de célula B direcionada que está em desenvolvimento para MS

— Segurança e eficácia do rituximab em adultos com esclerose múltipla reincidente-remitente: resultados de um teste de Fase II de múltiplos centros e controlado por placebo durante 48 semanas (Poster #554 – sábado, 13 de outubro de 2007, ás 15:30, CEST)

A Biogen Idec e a Elan Corporation plc também estarão realizando dois simpósios durante o ECTRIMS: “Otimizando a terapia de MS para melhora a vida dos pacientes” será realizado na quinta-feira, 11 de outubro de 2007, às 14:30, CEST, e “Urgência de tratamento: podemos modificar o curso da MS?” será realizado na sexta-feira, 12 de outubro de 2007, às 18:00, CEST. Ambos os simpósios serão realizados no Main Hall do Prague Congress Centre.

Sobre a Biogen Idec

A Biogen Idec cria novos padrões de tratamento em áreas terapêuticas com grandes necessidades médicas não atendidas. Fundada em 1978, a Biogen Idec é líder global em descoberta, desenvolvimento, fabricação e comercialização de terapias inovadoras. Pacientes em mais de 90 países se beneficiam dos produtos significantes da Biogen Idec que tratam de doenças como linfoma, esclerose múltipla e artrite reumática. Para obter informações sobre rótulos de produtos, boletins de imprensa e informações adicionais sobre a companhia, visite http://www.biogenidec.com.

Sobre os Nossos Produtos

TYSABRI(R)

O TYSABRI é um tratamento aprovado para formas reincidentes de esclerose múltipla (MS) nos Estados Unidos e MS reincidente-remitente na União Européia. De acordo com dados publicados no New England Journal of Medicine, depois de dois anos, o tratamento com o TYSABRI levou a uma redução relativa de 68% (p<0,001) na taxa de reincidência anual em comparação com placebo e reduziu o risco relativo de progressão de incapacidade em 42-54% (p<0,001).

O TYSABRI aumenta o risco de leucoencefalopatia multifocal progressiva (PML), uma infecção viral oportunista do cérebro que normalmente leva à morte ou grave incapacidade. Outros eventos adversos sérios que ocorreram em pacientes tratados com o TYSABRI incluíram reações de hipersensibilidade (ex.: anafilaxia), e infecções. Infecções oportunistas sérias e outras atípicas foram observadas em pacientes tratados com TYSABRI, alguns dos quais tendo recebido imunossupressores concorrentemente. As infecções por herpes foram ligeiramente mais comuns em pacientes tratados com TYSABRI. Em testes de MS, a incidência e taxa de outros eventos adversos sérios e comuns, incluindo incidência geral e taxa de infecções, estiveram equilibradas entre os grupos de tratamento. Os resultados adversos comuns informados em pacientes tratados com TYSABRI incluem dor de cabeça, fadiga, reações à infusão, infecções do trato urinário, dores nas juntas e nos membros, e erupções.

Além dos Estados Unidos e União Européia, o TYSABRI também está aprovado na Suíça, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Israel. O TYSABRI foi descoberto pela Elan e é co-desenvolvido com a Biogen Idec.

Sobre o AVONEX

O AVONEX é o tratamento mais prescrito para formas reincidentes de MS em todo o mundo, com mais de 130 mil pacientes em terapia. Ele é utilizado em todo o mundo como tratamento de formas reincidentes de MS para reduzir a progressão da incapacidade e reduzir as reincidências. O AVONEX também está aprovado para pacientes que têm seu primeiro ataque de MS clínico e têm um escaneamento cerebral de MRI (Imagem de Ressonância Magnética) consistente com MS. Os efeitos colaterais mais comuns associados com o tratamento de esclerose múltipla com o AVONEX são sintomas semelhantes aos de gripe, incluindo mialgia, febre, fadiga, dor de cabeça, frio, náuseas, vômitos, dores e debilidade.

O AVONEX deve ser usado com precaução em pacientes com depressão ou outros distúrbios de humor e em pacientes com problemas de convulsões. O AVONEX não deve ser usado por mulheres grávidas. Pacientes com distúrbios cardíacos devem ser monitorados de perto. Os pacientes também devem ser monitorados quanto a sinais de danos hepáticos.

Daclizumab

Embora o daclizumab seja atualmente comercializado para outros usos, ele não está aprovado para uso em pacientes com esclerose múltipla.

RITUXAN

Embora o RITUXAN seja atualmente comercializado para outros usos, ele não está aprovado para uso em pacientes com esclerose múltipla.

Para obter informações completas de prescrições sobre o TYSABRI e advertências que acompanham o produto, visite www.tysabri.com. Para obter informações completas de prescrições sobre o AVONEX, visite www.avonex.com. Para obter informações completas de prescrições sobre o RITUXAN, visite www.rituxan.com.

Declarações de Salvaguardas/Previsões Futuras

Este boletim de imprensa contém previsões futuras relacionadas às nossas vendas de produtos esperadas, desenvolvimento de produtos e outros assuntos. As previsões futuras estão sujeitas a riscos e incertezas que podem causar resultados reais diferentes materialmente das esperadas. O potencial comercial de produtos em desenvolvimento pré-clínico e clínico está sujeito a vários riscos e incertezas, incluindo o risco de atrasos ou dificuldades e a incerteza da obtenção de aprovações regulamentares. O desenvolvimento e comercialização de medicamentos envolvem um alto grau de risco. Os fatores adicionais que podem causar resultados reais diferentes incluem nossa dependência contínua de nossos dois principais produtos, AVONEX e RITUXAN, a incerteza do sucesso na comercialização de outros produtos, incluindo o TYSABRI, a ocorrência de eventos de segurança adversos com nossos produtos, falha na execução com sucesso de nossa estratégia de crescimento ou em competir efetivamente em nossos mercados, nossa dependência de colaborações sobre as quais nós não podemos ter total controle sempre, possível impacto adverso de regulamentos governamentais e mudanças na disponibilidade de reembolso para nossos produtos, problemas com nossos processos de fabricação e nossa dependência de terceiros, flutuações em nossos resultados operacionais, nossa capacidade de proteger nossos direitos de propriedade intelectual e o custo de fazer isso, o risco de fazer negócios internacionalmente e outros riscos e incertezas descritos no Item 1A “Fatores de Risco” em nosso Formulário 10-Q mais recente arquivado junto à SEC. Estas previsões futuras dizem respeito somente à data deste boletim de imprensa, e não assumimos nenhuma obrigação de atualizar publicamente quaisquer previsões futuras, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou outros fatores.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Fonte: Business Wire

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: