jump to navigation

Doses de bom senso 04/05/2007

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico, Qualidade de vida.
trackback

O questionamento sobre os reais benefícios do consumo de suplementos de vitaminas e sais minerais voltou à tona, recentemente, após a publicação de um artigo no Journal of the American Medical Association (JAMA), a respeito da suplementação de selênio, betacaroteno e das vitaminas A, C e E. Segundo os autores do estudo, esses elementos não contribuem pa ra estimular a longevidade, como se acre dita. Pelo contrário, podem aumentar os riscos de morte.

A interpretação desses dados é questionável. Os diversos estudos que foram incluídos no artigo utilizaram suplementos com valores acima do proposto como limite máximo tolerável pelo organismo, o que já representa um perigo à saúde. Portanto, são necessários outros estudos para avaliar uma possível relação entre o uso desses produtos e o aumento da mortalidade.

De fato, a correria típica das grandes cidades, a falta de tempo para a realização das refeições e a enorme oferta de produtos pobres nutricionalmente e calóricos, favorecem a adoção de uma dieta inadequada. A alimentação do brasileiro apresenta um déficit de diversos micronutrientes vitais. A essa situação é atribuído o nome de “fome oculta”, uma fome que não está vinculada à pobreza ou à desnutrição, mas sim a uma escassez gradativa de nutrientes, especialmente dos sais minerais e vitaminas, que têm um papel importante nas reações químicas e funções metabólicas do corpo. Esse desequilíbrio nutricional favorece uma série de complicações a curto e longo prazo – desde anemia, fadiga, mudança de humor, perda de concentração até maior suscetibilidade a infecções, depressão, osteoporose, hipertensão, entre outras doenças sérias – e pode prejudicar muito a qualidade de vida.

Além disso, alguns estudos têm demonstrado, que mesmo uma alimentação saudável pode não atingir os altos valores sugeridos de ingestão para determinados nutrientes, como o cálcio e o ferro. Nos dois casos, a possibilidade do uso de suplementação tem como objetivo suprir a quantidade necessária. Outras vitaminas podem ser suplementadas de forma adequada, quando existir risco de ingestão ou mal-aproveitamento dos nutrientes pelo organismo.

O USO DE SUPLEMENTOS VITAMÍNICOS OFERECE BENEFÍCIOS QUANDO É INDICADO E ACOMPANHADO POR ESPECIALISTAS

ARQUIVO PESSOAL MAURO FISBERG, PEDIATRA, NUTRÓLOGO, COORDENADOR CLÍNICO DO CENTRO DE ATENDIMENTO E APOIO AO ADOLESCENTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

Fonte: Revista Viva Saúde, maio de 2007

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: