jump to navigation

Cientistas criam válvulas cardíacas com células-tronco 07/04/2007

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback
Célula-tronco
Os pesquisadores esperam criar órgãos inteiros a partir de células-tronco

Pela primeira vez, cientistas britânicos desenvolveram parte de um coração humano a partir de células-tronco.

O cardiologista Magdi Yacoub, que liderou a equipe do Harefield Heart Science Centre, em Londres, disse que, dentro de três anos, os médicos podem estar usando partes do coração desenvolvidas artificialmente para transplantes.

Yacoub disse ao jornal britânico The Guardian que um coração inteiro poderá ser criado a partir de células-tronco dentro de dez anos.

“É um projeto ambicioso, mas não impossível. Se você quer que eu adivinhe, digo dez anos”, afirmou.

Escassez de órgãos

Os pesquisadores acreditam que a experiência bem sucedida é um grande passo para o cultivo de órgãos inteiros para transplante.

Yacoub, que também é professor de Cirurgia Cardíaca do Imperial College, em Londres, vem trabalhando em formas de lidar com uma escassez de corações doados para pacientes.

Sua equipe extraiu células-tronco a partir de medula óssea e as cultivou para que formassem células de válvulas do coração.

Depois que elas foram colocadas em estruturas formadas por colágeno, formaram-se discos de tecidos de válvulas cardíacas com 3 centímetros de diâmetro.

Até o final do ano, eles serão implantados em animais como ovelhas e porcos, para verificar seu desempenho.

Células-tronco têm o potencial de se transformar em vários tipos diferentes de células.

Muitos cientistas acreditam que deveria ser possível atrelar a habilidade das células de desenvolver tecidos diferentes ao reparo de tecidos e tratamento de doenças.

Anteriormente, cientistas desenvolveram tendões, cartilagens e bexigas, que são estruturas menos complexas.

Fonte: BBC Brasil

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: