jump to navigation

Estudo mostra que depressão pode resultar em osteoporose 02/11/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico, Qualidade de vida, Você sabia?.
trackback

Após induzirem estados depressivos em camundongos, cientistas observaram uma considerável redução na massa óssea dos animais

A depressão pode causar perda da massa óssea e, em conseqüência, osteoporose e fraturas, segundo um estudo publicado hoje na revista americana “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

Os médicos da Universidade Hebraica de Jerusalém, autores da análise, destacaram que sua pesquisa é um importante avanço para compreender a relação entre a atividade mental e o sistema ósseo.

A perda de massa óssea é a causa principal da osteoporose e das fraturas em pessoas de idade avançada, em geral, e em mulheres na menopausa, em particular.

Para determinar o vínculo entre osteoporose e depressão, os cientistas induziram um estado depressivo em ratos e, após quatro meses, os roedores mostraram uma considerável perda de massa óssea.

Os mesmos testes mostraram que o uso crônico de um medicamento contra a depressão não só deteve esse estado psicológico, mas também a perda da densidade óssea, segundo os cientistas.

Com base neste estudo, os médicos israelenses conseguiram mostrar o resultado positivo da administração deste tipo de remédio contra a depressão para prevenir a perda de massa óssea.

“A relação entre o cérebro e o esqueleto em geral, assim como a influência da depressão na massa óssea, em particular, são áreas de pesquisa sobre as quais sabemos muito pouco”, disse Raz Yirmiya, do Laboratório Ósseo da Universidade Hebraica.

Acrescentou que esta é a primeira vez que testes de laboratório indicam a depressão como elemento importante na perda de massa óssea e na osteoporose.

Fonte: G1 – Portal de Notícias da Globo

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: