jump to navigation

Croata descobre como reverter morte celular 29/09/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

O cientista croata Miroslav Radman descobriu um processo para reverter a morte de uma célula. A importante descoberta poderia ser usada na criação de remédios para recuperar neurônios mortos, informa hoje o jornal croata “Jutarnji List”.

Trata-se da bactéria Deinococcus radiodurans, cujas células DNK foram quebradas por fortes radiações em centenas de partículas, o que para qualquer célula significa a morte.

“A Deinococcus ‘aprendeu’ como encaixar novamente na ordem correta as centenas de fragmentos de seu DNK em um genoma funcional. Assim, ela desenvolveu a capacidade de ‘sobreviver à morte’, e nós descobrimos como funciona esse processo”, disse Radman ao jornal.

A informação completa sobre a descoberta será publicada em 5 de outubro na revista científica “Nature” – no mesmo dia haverá uma entrevista coletiva sobre o tema em Paris.

Radman, 62 anos, é professor na Faculdade de Medicina do Instituto Necker, em Paris, membro da Academia de Ciências Francesa e fundador e chefe do Instituto Mediterrâneo para a Pesquisa da Vida (MedILS) em Split, na Croácia.

O cientista afirma que a pesquisa se deve ao trabalho iniciado pelos outros membros de sua equipe, a metade deles croatas, do instituto científico Rudjer Boskovic, de Zagreb.

Os pesquisadores disseram ao jornal que o processo descoberto poderia ser usado para a criação de remédios, que poderiam recuperar neurônios quase mortos ou mortos.

Fonte: Globo Online

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: