jump to navigation

Ésteres do ácido fumárico na EAE 23/06/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

Dados preliminares sugerem que os ésteres do ácido fumárico (methyl hydrogen fumarate e dimethyl fumarate), que tem mostrado efeito terapêutico na psoríase, uma doença de pele Th1-mediada, também apresentam atividade na esclerose múltipla. Para investigar, Schillingos S. e colegas, utilizaram os 2 ésteres do ácido fumárico na encefalomielite auto-imune experimental (EAE). Foi realizado um tratamento preventivo, duas vezes ao dia, via oral. Os ésteres alcançaram um efeito terapêutico significativo no curso da doença e o exame histológico mostrou grande redução de macrófagos na medula espinhal. Foram encontrados níveis séricos elevados de IL-10 nos animais tratados. Há necessidade de novas investigações para elucidar os mecanismos moleculares da atividade biológica dos ésteres do ácido fumárico na EAE.

Fonte: S. Schilling, S. Goelz, R. Linker, F. Luehder, R. Gold. Fumaric acid esters are effective in chronic experimental autoimmune encephalomyelitis and suppress macrophage infiltration. Clinical and Experimental Immunology 2006 145:1 101.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: