jump to navigation

Interferon como tratamento para uveíte associado a esclerose múltipla 19/06/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

Autoria: M D Becker, A Heiligenhaus, T Hudde, B Storch-Hagenlocher, B Wildemann, T Barisani-Asenbauer, C Thimm, N Stübiger, M Trieschmann, and C Fiehn.

Alem da neurite óptica (NO), a esclerose múltipla (EM) pode acometer o olho com uveíte tipicamente bilateral. O objetivo deste estudo piloto foi avaliar a eficácia dos interferons tipo-I para o tratamento de uveíte associada a EM.

Nesta série não randomizada, observacional retrospectiva de casos, foram incluídos 13 pacientes (8 mulheres e 5 homens) com diagnóstico de EM e uveíte associada de 5 centros de uveíte foram tratados com interferon. Acuidade visual (AV), contagem celular no humor aquoso e vítreo, assim como a presença de edema macular cistoide (EMC) foram observados.

Todos os pacientes, com a exceção de um, apresentaram forma bilateral de uveíte intermediária (total de 24 olhos). Sete pacientes apresentaram EMC documentado antes do tratamento com IFN (n=13 olhos). A duração mediana do tratamento foi de 24,6 meses (7,9 a 78,7 meses). AV melhorou em 17 olhos (comparando a AV antes da terapia e na última consulta); enquanto 10 olhos (36%) melhoraram 3 linhas de Snellen. A contagem celular do humor aquoso melhorou em 1,2 +- 1,1 graus em todos os olhos. A contagem celular vítrea melhorou por 1,7+-1,4 graus em todos os olhos. Apenas 2 pacientes apresentavam EMC mínimo angiográfico na última consulta. O EMC melhorou após o tratamento com IFN em n=9 olhos.

O Interferon (IFN) apresentou efeitos benéficos em pacientes com EM e/ou NO. Como mostrado em modelos experimentais de encefalomielite alérgica e uveíte, as manifestações neurológicas e oftalmológicas aparentemente têm os mesmos mecanismos patogênicos. Tratamento de uveíte associada a EM com interferon aparentemente apresenta efeitos benéficos na AV, atividade da inflamação intraocular e presença de EMC.

Acesso ao resumo completo: British Journal of Ophthalmology 2005;89:1254-1257; doi:10.1136/bjo.2004.061119

Comentários

1. rosilda - 25/10/2006

eu perdi minha visao aos 12 anos e fui diagnosticado como uveite passei por uma junta medica oande disseram que era inrevercivel apos 25anos passei no hospital regional sorocaba e a doutora avaliou que quando desenvolverem os estudo de celulas tronco talves eu volto a enxergar porisso gostaria de ser voluntario na pesquisa de celulas tronco vcs podem mi ajudar?[ARNALDO JORGE CAVALHEIRO FILHO]

2. Tica - 30/10/2006

Olá Arnaldo,

A ajuda que podemos oferecer é informar que você deve obter o máximo de informações e escolher médicos devidamente preparados para tal prática numa instituição que siga as normas de ética preconizadas pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Para maiores esclarecimentos procurar o Conselho de Medicina Federal ou Regional.

Desejamos boa sorte.

Abraços,
Bianca


Sorry comments are closed for this entry

%d blogueiros gostam disto: