jump to navigation

Banco de Dados Europeu sobre Esclerose Múltipla 06/05/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico, Utilidade pública.
trackback

O EDMUS (European Database in Multiple Sclerosis) é o maior banco de dados europeu sobre esclerose múltipla. Apresenta um software que se destina à captura de dados sobre pacientes com esclerose múltipla (EM) para executar estudos clínicos e científicos, a fim de ampliar o conhecimento da doença e as possibilidades de tratamento. Estas atividades podem ocorrer em um único centro de neurologia ou em vários (estudos multicêntricos) e também a nível local, nacional ou internacional, criando uma rede de centros que utilizam o sistema EDMUS, capaz de compartilhar os dados essenciais dos pacientes com EM, mantendo a identidade destes em sigilo.

A idéia partiu de Christian Confavreux, atualmente chefe do serviço de neurologia do Hôpital Neurologique, na cidade de Lyon na França. O software foi apresentado à comunidade científica em 1992 (Annals of Neurology). Confravreux teve a colaboração de Albert Biron (ciência da computação) e de Jean-Marc Azerad (desenvolvimento de software) na concretização do projeto.

Em 2006, participam 210 centros em 29 países. No Brasil, o BCTRIMS (Comitê Brasileiro de Tratamento e Pesquisa de Esclerose Múltipla) integra o EDMUS.

Atualmente, elaboram o estudo POPARTMUS, onde só participarão países europeus. O objetivo é determinar a eficácia e tolerância da combinação de dois hormônios (progesterona e estradiol) na prevenção dos surtos de mulheres com EM no pós-parto. Um dos financiadores é o Projeto Mielina.

Tica

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: