jump to navigation

Aceitando a doença 19/04/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Qualidade de vida.
trackback

img.JPGPara uma boa qualidade de vida, o paciente com esclerose múltipla (EM) não deve encarar a normalidade como um padrão. Cada paciente é único e, dentro de sua história e limites, deve encontrar a própria normalidade. Apesar dos obstáculos que uma doença crônica traz, a forma de lidar com eles pode trazer uma mudança profunda de valores.

Em alguns pacientes a depressão pode sobressair, em outros a negação ou a revolta…, por isso, respeitar este processo de aceitação da doença sem cobranças ou comparações é uma grande ajuda. Não há prazos ou hora marcada, pode ser uma vida inteira. O apoio profissional deve ser solicitado pelo paciente e familiares a qualquer momento da trajetória sem que isto signifique fracasso, mas como um novo caminho. Deve ser um profissional apto a lidar com doenças crônicas e conhecedor, em particular, da esclerose múltipla. Não é só quem tem a EM que precisa fazer uma análise da sua relação com a doença e tudo o que ela traz, mas os próximos também devem avaliar as suas expectativas, procurar esclarecimentos e ajuda profissional quando necessário.

Priorizar a saúde física, mental e espiritual, assim como assumir uma atitude ativa em relação à vida, são opções que ajudam ao paciente no processo de aceitação da EM e permitem, entre outras coisas, tolerância com as próprias incapacidades, possibilitando assim, maior aceitação das dificuldades dos outros e abertura para o diálogo sem medo e preconceitos. A incerteza do prognóstico da EM também pode ensinar a observar com clareza o caráter impermanente da vida e aprender a focar nos valores essenciais da mesma.

Escrito por Tica

Anúncios

Comentários

1. Patricia Silva - 21/04/2006

Achei o site muito interessante, seu conteudo é muito importante, no momento em que oferece esclarecimentos sobre a EM, sua divulgação esclarece as dúvidas além de instruir pessoas que não conhecem a EM. Tem alto valor para aqueles que são portadores da doença, ou aqueles que lidam com essas pessoas no dia a dia, podendo servir como auto-ajuda, e atuando também como Informativo na evolução de estudos e pesquisas a respeito da doença.

2. esclerosemultipla - 21/04/2006

Patrícia, ficamos realmente muito felizes pelo retorno e saber que o blog está conseguindo seguir o propósito de esclarecer e divulgar a esclerose múltipla. Ainda estamos no começo e aprendendo muito com as leituras e, principalmente, com a EM em nossas vidas.


Sorry comments are closed for this entry

%d blogueiros gostam disto: