jump to navigation

Pilates: bom para quem tem EM 17/04/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Qualidade de vida.
trackback

O método Pilates de exercícios físicos foi criado pelo alemão Joseph Pilates durante a Primeira Guerra Mundial, quando começou a trabalhar como enfermeiro. Ele usava as molas das camas de hospital como instrumento de auxílio para exercitar os doentes que nelas estavam deitados. Esse sistema de molas deu origem aos equipamentos que vemos hoje.

Os mais de 500 exercícios de Pilates, feitos em 9 aparelhos, são basicamente de força, mobilidade e equilíbrio e visam desenvolver o corpo de maneira uniforme, dando prioridade à qualidade dos movimentos em detrimento do peso ou quantidade de repetições. São trabalhados concentração, respiração e controle, mexendo diretamente com o sistema nervoso central.

A aula é baseada em exercícios rítmicos de força e alongamento, com trabalhos de abdome e músculos lombares. Você controla seus equipamentos executando os exercícios e evolui de acordo com sua capacidade individual. Os movimentos não são automáticos ou repetitivos, cada aluno adquire uma perfeita consciência de todos os músculos que está trabalhando. Cada exercício deve ser feito num ângulo específico, por isto os resultados parecem ser tão mais rápidos. Tudo isso sem pressa.

A atividade é individual, sempre orientada por um instrutor que direciona os exercícios para as necessidades do aluno. Qualquer um pode praticar a partir da adolescência, seja o aluno um grande malhador, um idoso totalmente sedentário, uma mulher grávida ou um paciente em reabilitação. Funciona também como condicionamento e prevenção de lesões, independentemente da condição de saúde.

Profissionais de saúde associam sua prática à prevenção e tratamento de algumas patologias e confirmam melhorias no equilíbrio, nos sistemas imunológico e linfático, nos níveis de atenção, concentração e coordenação neuromotora, na mobilidade articular e na redução de dores da coluna.

Segundo Wagner Hayashida, instrutor do Estúdio Paulista de Pilates, a principal finalidade do método é fazer com que o praticante tenha consciência de todos os músculos que ele está trabalhando. Este controle garante uma transformação no corpo de maneira equilibrada, em perfeita harmonia. Mas é preciso estar atento. A eficiência do método só é garantida se feita com profissionais capacitados para isso.

Benefícios

Estimula a circulação, melhora o condicionamento físico geral, os níveis de consciência corporal, coordenação motora, flexibilidade, amplitude muscular e o alinhamento postural adequado. Ajuda na prevenção e redução dos riscos de uma futura lesão, alivia dores crônicas – é particularmente utilizado para reabilitação de problemas na coluna. Fortalece, alonga, e equilibra toda a musculatura que envolve a coluna vertebral, alinhando e descomprimindo tensões. Ajuda a aliviar pinçamentos e compressões de discos – essa descompressão facilita e estimula a circulação na região com problemas. O trabalho de estabilização da pelve e coluna ajuda a preparar a reabilitação de áreas com fraqueza muscular com maior eficiência – tem sido utilizado com sucesso em reabilitação de complicações de joelhos, ombros, panturrilhas, em casos de acidentes automobilísticos, poliomelites, apoplexia, pós-cirurgias, pré e pós-parto, dentre outros.

Segundo Joseph Pilates, após as 10 primeiras aulas o praticante sente que seu corpo mudou; após 20 aulas, que as mudanças são visíveis; após 30, as demais pessoas começam a notar as mudanças.

axon.jpg

Visão geral e resumida
Por Valéria Alvin Igayara de Souza – CREF 7075/ GSP, especialização em treinamento.

As aulas apresentam:

– Exercícios suaves e eficazes;
– Poucas repetições de cada movimento;
– Grande repertório de exercícios;
– Aulas únicas, evitando monotonia;
– Uso de aparelhos e acessórios criados especialmente para os exercícios;
– Resultados rápidos e duradouros;
– Construção de uma postura correta e natural;
– Não há desgaste físico.

Benefícios:

– Aumenta a resistência física e mental;
– Alongamento e maior controle corporal;
– Correção postural;
– Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular;
– Alívio das tensões, estresse e dores crônicas;
– Melhora da coordenação motora;
– Maior mobilidade das articulações;
– Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue;
– Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas;
– Fortalecimento dos órgãos internos;
– Aumento da concentração;
– Trabalha a respiração;
– Promove relaxamento.

Qualquer pessoa, entre 12 e 100 anos e em todos os níveis de condicionamento físico pode praticar o Pilates.

axon.jpg

Saiba mais detalhes em The Pilates Studio Brasil.

Fontes: Cooperativa do Fitness,CyberDiet, Estúdio Paulista de Pilates, e Professora Rita de Oliveira (Academia Agitus, Niterói, RJ).

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: