jump to navigation

Novos antidepressivos trazem risco para o recém-nato 17/03/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico, Utilidade pública.
trackback

Um estudo, publicado em fevereiro de 2006, no jornal The New England, sugere que o uso de inibidores da recaptação de serotonina durante a segunda metade da gestação pode estar associado a uma condição chamada hipertensão pulmonar persistente dos recém-natos, patologia com elevada mortalidade e morbidade.

O sistema de saúde do Canadá recomenda que as mulheres grávidas ou com desejo de engravidar que utilizam estes antidepressivos, conversem com os seus médicos sobre os riscos potenciais ao bebê.

Os antidepressivos inibidores seletivos da recaptação de serotonina (fluoxetina, citalopram, sertralina, paroxetina e ou outros) não são utilizados somente na depressão, mas também na cefaléia tensional crônica, transtornos de conduta alimentar e outros transtornos do humor ou afetivos.

Sabemos que a esclerose múltipla tem maior incidência em mulheres, adultos jovens (idade fértil) e apresenta taxas elevadas de depressão, portanto, quem está grávida ou em idade fértil em uso de antidepressivos inibidores da recaptação de serotonina, deve tomar conhecimento deste fato e conversar com o seu médico.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: