jump to navigation

Alergia, antialérgico e EM 14/03/2006

Posted by Esclerose Múltipla in Espaço médico.
trackback

Não está clara a associação de doenças alérgicas com a esclerose múltipla, mas os bloqueadores de receptores histamínicos 1, utilizados no tratamento de condições alérgicas, diminuíram a severidade da encefalomielite autoimune experimental (um modelo animal da EM).

O objetivo do grupo de EpidemiologiaHarvard School of Public Health – foi analisar o risco de EM associado à história de alergia e ao uso de bloqueadores de receptores histamínicos 1. O trabalho não encontrou uma ligação forte entre condições alérgicas e o risco de esclerose múltipla, mas sugere um possível efeito benéfico de antihistamínicos (H1) na redução do risco de EM.

Há necessidade de novos estudos para avaliar a ação dos antihistamínicos (H1) e, principalmente, encontrar marcadores de risco confiáveis para o desenvolvimento da esclerose múltipla que possam orientar o uso “profilático” desta droga ou de outras.

Vale lembrar que esta pesquisa, publicada em fevereiro de 2006 na revista Neurology, foi financiada pela Sociedade Nacional de Esclerose Múltipla dos E.U.A.

Para saber mais sobre o estudo clique aqui.

Editado por Tica

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: